Portugal participa no Prémio da União Europeia para a Literatura

A edição deste ano do Prémio da União Europeia para a Literatura conta com Portugal como um dos 14 países participantes. Os vencedores de 2021 serão anunciados no dia 18 de maio, com o apoio da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia e a cerimónia de entrega dos prémios será no dia 28 de setembro, em Bruxelas.

Prémio da União Europeia para a Literatura(link is external) é uma iniciativa anual que reconhece novos escritores europeus. É financiado pelo programa Europa Criativa da União Europeia, que enquadra o contributo para o fortalecimento dos setores cultural e criativo da Europa.

Desenrolando-se em ciclos trienais, o Prémio da União Europeia para a Literatura engloba 41 países participantes no programa Europa Criativa e tem um vencedor por país. O objetivo do prémio é reconhecer novos talentos literários por toda a Europa, promover a circulação e a tradução da literatura nos países europeus e dar destaque à criatividade e diversidade do continente.

Todos os anos, para um terço dos países participantes, são constituídos júris nacionais compostos por especialistas em literatura, editores e livreiros. Depois de escolher uma lista restrita com dois a cinco livros de autores promissores do seu país, cada júri seleciona o vencedor nacional. Todos os laureados do ano são anunciados coletivamente pela Comissão Europeia, sendo posteriormente aclamados por ocasião de uma cerimónia de entrega de prémios.

Ao longo das 12 edições já realizadas, desde 2009, o Prémio da União Europeia para a Literatura já galardoou um total de 135 autores. A organização do prémio sempre procurou ajudar os autores vencedores e os seus livros a cruzar as fronteiras europeias e internacionais. Para o efeito, é publicada anualmente uma antologia do Prémio da União Europeia para a Literatura, que inclui excertos dos livros premiados, tanto na língua original como numa tradução inglesa ou francesa.

Para além das antologias do Prémio da União Europeia para a Literatura, o prémio promove e apoia ativamente os seus vencedores, incentivando a participação dos autores em feiras por toda a Europa e no mundo, apoiando a organização de eventos em livrarias, institutos literários e/ou culturais e facilitando diversas parcerias, tanto presenciais como através da Internet.

Ao longo dos anos, os livros premiados pelo Prémio da União Europeia para a Literatura, que, no seu conjunto, contemplam 33 línguas europeias diferentes, têm sido amplamente traduzidos na Europa e mais além. Dos cerca de 1300 acordos de tradução que se sabe terem sido celebrados, mais de 700 receberam uma subvenção da União Europeia para a tradução literária.

Estrutura coordenadora
Prémio da União Europeia para a Literatura(link is external) é organizado por um consórcio de associações que incluem o Conselho Europeu dos Escritores (European Writers’ Council – EWC), a Federação dos Editores Europeus (FEE) e a Federação Europeia e Internacional de Livreiros (European and International Booksellers Federation – EIBF), com o apoio da Comissão Europeia. Os três parceiros do consórcio são conjuntamente responsáveis pela criação dos júris nacionais e pela organização prática da cerimónia de entrega de prémios. Apoiam os laureados na sua promoção em toda a Europa e mais além, na Internet, em livrarias e em feiras do livro. Para além da organização do Prémio da União Europeia para a Literatura, o EWC, a FEE e a EIBF representam também os respetivos setores na cadeia editorial.

Júris nacionais
Os júris nacionais são compostos por um mínimo de três e um máximo de cinco membros, selecionados de modo a refletir as especificidades nacionais do meio editorial de cada país. Três membros do júri são nomeados por cada um dos três parceiros do Consórcio. Os membros adicionais do júri são selecionados a partir de uma lista de destacadas personalidades literárias. Os júris são presididos por um presidente, encarregado de apresentar relatórios ao Consórcio.

Processo de seleção
A cada nova edição do prémio, realiza-se em Bruxelas uma reunião de lançamento com a participação de presidentes de júri, representantes do Consórcio e representantes da Comissão Europeia. Durante a reunião, são explicadas as regras, os critérios de seleção e as diferentes etapas do processo. Os critérios de seleção podem ser consultados no sítio Web do Prémio da União Europeia para a Literatura.(link is external)

Após a reunião de lançamento, os júris nacionais selecionam uma lista restrita de dois a cinco candidatos, cujos nomes apresentam ao Consórcio. Após a aprovação dos candidatos pré-selecionados, os júris nacionais selecionam um vencedor de entre os candidatos selecionados. Ao escolherem a sua lista restrita e o vencedor final, os júris nacionais têm de apresentar relatórios do júri na sua língua nacional e/ou em inglês, sempre que possível. Estes relatórios devem justificar a escolha do júri e dar informações pertinentes sobre os candidatos pré-selecionados e sobre o trabalho e a biografia do vencedor.

Cerimónia de entrega de prémios
No final de cada edição, realiza-se a cerimónia de entrega do Prémio da União Europeia para a Literatura, representando uma oportunidade para celebrar os autores vencedores do ano. O prémio é entregue pelo comissário encarregado, na presença de muitos representantes políticos, diplomáticos e culturais de vários países.

10.º aniversário do Prémio da União Europeia para a Literatura: «Contos europeus»
O concurso de escrita de 2018 do Prémio da União Europeia para a Literatura foi um concurso de contos para celebrar a Europa, a literatura e, sobretudo, os 10 anos do Prémio da União Europeia para a Literatura. O concurso estava aberto exclusivamente a todos os vencedores anteriores do prémio (2009-2017). Para mais informações ver o sítio Web do Prémio.